segunda-feira, abril 07, 2008

Sermos nós próprios a ALEGRIA...





Às vezes, no meio da ALEGRIA que eu SOU, e do Entusiasmo, surge uma inexplicável nostalgia,

uma pena por todos os SERES, pelo infindável Rio da Dor...

E pergunto-me se não poderia ter havido uma Vida mais fácil e feliz.

Mas, quando penso bem, também não trocaria a minha Vida por outra mais fácil,

pois foi nesta que aprendi a SER e a partilhar o riso e o choro, o brilho das estrelas e o perfume das flores.


Isabel Nobre


(originalmente escrito em 22 Janeiro 2007)


Foto de Isabel durante o fim de semana de Páscoa de 2008.

16 Comments:

At quarta-feira, 9 de abril de 2008 às 17:38:00 WEST, Blogger Liliana said...

Olá,

Vim deixar-vos um olhar alegre e um :-)

 
At quinta-feira, 10 de abril de 2008 às 12:51:00 WEST, Blogger Isabel José António said...

Querida Liliana,

Obrigada por vir inaugurar este cantinho com o seu risonho comentário.

Um abraço

Isabel e José António

 
At quinta-feira, 10 de abril de 2008 às 21:45:00 WEST, Blogger Aprendiz de Viajante said...

... como é bom ler-te!


Um um bjinho para ti Isabel!

 
At quinta-feira, 10 de abril de 2008 às 23:32:00 WEST, Blogger Isabel José António said...

Obrigada querida Aprendiz de Viajante!
É tão verdadeiro esse teu título, é a nossa condição humana...

Isabel

 
At segunda-feira, 14 de abril de 2008 às 15:47:00 WEST, Blogger Joana Dalila Santos said...

É possível encontrar publicações da Isabel Nobre? Gosto muito de ler. É simples e profundo

 
At segunda-feira, 14 de abril de 2008 às 18:32:00 WEST, Blogger rosa dourada/ondina azul said...

Está lindo, Isabel !

eu também não trocaria :)


Beijinho,

 
At sábado, 19 de abril de 2008 às 17:10:00 WEST, Blogger Desambientado said...

Excelente pensamento.

Deixei-vos no meu blog o sê-lo da amizade que recebi. São livres de se deixar ou não levar pela corrente.

Bom fim de semana.

 
At quinta-feira, 24 de abril de 2008 às 19:26:00 WEST, Blogger Isabel José António said...

Querida Joana,

Já passei no seu blogue para finalmente lhe agradecer as suas palavras e deixar também um comentário ao último poema que postou.

Um abraço,

Isabel

 
At quinta-feira, 24 de abril de 2008 às 19:28:00 WEST, Blogger Isabel José António said...

Querida Amiga Rosa Dourada,

Muito obrigada pela sua visita e pelo seu comentário... Às vezes, quando vejo o seu nome de "Rosa Dourada - Ondina Azul" penso em si como pertencendo a dois mundos diferentes: o da Terra e o da Água! Um abraço,

Isabel

 
At quinta-feira, 24 de abril de 2008 às 19:29:00 WEST, Blogger Isabel José António said...

Querido Desambientado,

Obrigada pelo seu comentário e claro que aceitaremos o seu repto da AMIZADE!

Isabel

 
At segunda-feira, 28 de abril de 2008 às 20:27:00 WEST, Blogger Desambientado said...

Votos de uma excelente semana.

Félix

 
At segunda-feira, 28 de abril de 2008 às 20:27:00 WEST, Blogger Desambientado said...

Ah!
Não me posso esquecer de agradecer o poema.

 
At segunda-feira, 28 de abril de 2008 às 22:06:00 WEST, Blogger Piratas e Espadachins said...

Cara Amiga,

Regressámos! E estamos no Baleal...

Venha logo visitar-nos
Que nunca faremos mal
A quem venha procurar-nos
Nas traseiras do quintal...

Os Piratas

 
At quinta-feira, 1 de maio de 2008 às 15:10:00 WEST, Blogger Isabel José António said...

Qurido Desambientado,

Muito obrigada nós e em breve publicaremos o poema que o José António deixou no seu blogue.

Um abraço e um bom mês de MAIO!

Isabel

 
At quinta-feira, 1 de maio de 2008 às 15:12:00 WEST, Blogger Isabel José António said...

Caros Piratas Amigos,
Há muito que não vos via!
Assim chegais, desapercebidos?
Será partida ou magia?

Se estais no Baleal
Já vos iremos visitar!
É uma paisagem sem igual
Esse cantinho junto ao mar...

Bem vindos e - como vocês diziam: AHOY!

 
At segunda-feira, 26 de maio de 2008 às 01:09:00 WEST, Blogger poeta_silente said...

Oi, Isabel!
Agradeço a visita de vocês ao meu cantinho.
Mas vamos à nossa vida...
Por mais que possamos pensar que a vida do outro ser humano seja melhor do que a nossa, se pesquisarmos a fundo, veremos que todos nós, seres humanos, sofremos tribulações. Cada um a sofre de uma maneira distinta.
Qual o propósito de nossos sofrimentos? Polir nossa existência. Deixar-nos brilhantes... como o brilhante!
Então, devemos agradecer a Deus pelo fato de permitir que estas tribulações aconteçam. Até pq sabemos que somos vencedores sobre elas. Pois Deus nos dá esta garantia. Então... é olhar sempre para frente e nos permitir crescer com nossas dores.
Deus te abençoe.
Bjos
Miriam

 

Enviar um comentário

<< Home